quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Chegamos !!!

Olá amigos....

Gostaríamos de informar que já estamos em casa!
Em breve nossa saga estará completinha no blog, com muitas historias, informações e magníficas fotos!!!

Agradecemos a todos que nos acompanharam e esperamos encontra los  pessoalmente...
Abraços

       Christian & Mirian
      (VERMELHINHO)

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Informações sobre comentários no Blog !!!

Olá pessoal !!!

Descobrimos que havia uma chave que bloqueava alguns comentários no Blog, informamos que retiramos este bloqueio...... agora todos podem comentar xÜx

abraço

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Informe Expedicionário

Olá amigos que estão nos acompanhando

Pois bem, como havíamos concluido nosso roteiro de forma completa (com toda a Carreteira Austral) e dentro dos prazos programados, ao invés de seguirmos de Bariloche para casa com os demais, resolvemos estender um pouco mais nossa viagem aos arredores de Mendoza, já que sobrava tempo para degustar os melhores vinhos na maior região conceituada e produtora de vinhos da Argentina (aliás, o vinho se tornou a bebida oficial da Argentina nos dias em que viemos para cá)!!

Por felicidade ou infelicidade o Vermelhinho apresentou o mesmo problema no tensor da corrente interna do motor, ou seja, estamos parados simplesmente no Valle do Uco, onde se encontram os melhores vinhos...rsss

Felizmente não temos o que reclamar dos nosso hermanos argentinos, já que os mesmos estão nos concedendo uma super atenção, podemos até compara-los aos nossos irmãos de Minas Gerais pela preocupação e dedicação em nos ajudar, infelizmente o que mata... rsss é a tal siesta que deixa um pouco lenta a resolução dos problemas, sendo assim só nos resta entrar no clima e siestar também.

Mas já está tudo bem, os repuestos já foram solicitados e se tudo andar devagar como está, nesta quinta seguimos viagem para casa, já que não aguentamos mais tanto vinho!!!

Abraço a todos e... salude!

Segue nosso roteiro de volta: Mendoza, San Luis, Villa Maria, Santa Fé, Paysandu, Rivera... total de 1.630km, nada que em 3 dias resolva! ai é Brasil e mais dois dias estamos em casa!

domingo, 16 de janeiro de 2011

Christian e Mírian - Notícias

Olá amigosl!!
Como já à algum tempo não consiguimos blogar nada, mandamos breves notícias!!

Neste momento estamos em uma cidade chamada Chos Malal (que lindo nome!!), onde pernoitamos, seguindo para Mendoza.

  
Passamos por Torres del Paine, El Calafate (geleiras), El Chalten e em Bajo Caracoles tivemos que nos despedir do Nô que foi nosso fiel parceiro e companheiro de viagem, pois ele teve problemas particulares e técnicos, tendo que abortar a viagem alí.

Após a despedida do Nô e basicamente do grupo, seguimos para a Carreteira Austral no Chile. A passagem foi linda, muita serra, Parques Nacionais e chuva. Até a pele melhorou depois de tanto rípio e tanto pó. Retornando para a Argentina já pegamos a ruta 40 asfaltada (por enquanto). A paisagem já não é tão desértica e já não vemos mais guanacos, emas e lebres (vamos sentir falta).

Passamos por Bariloche, pela qual nos apaixonamos e passaremos rápidamente por Mendoza pois o tempo já é curto. O vermelhinho está respondendo muito bem e quase ja não temos mais problemas com velocidade pois o vento está a nosso favor.

  














Ficamos felizes por termos recebido notícias do Nô, das quais estávamos aguardando. Principalmente por estar tudo bem. E nos encontramos com o grupo brevemente em Bariloche.

Resumindo, estamos bem e a viagem está ótima, estamos curtindo pakas e vivenciando a viagem ao extremo. Detalhe, as situações mais bizarras ficam por conta das hospedagens, ora muito boas como em Bariloche, ora estranhas como a desta noite....


Hasta Pronto pessoal!!!

Esta um pouco complicado colocar as imagens, mas seguem algumas !!!


quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Informe Expedicionário

Aos amigos que estão nos acompanhando, gostaríamos de informar que em virtude dos vários dias sem comunicação devido aos locais magníficos em que estávamos passando, tentaremos na medida do possível postar nossos relatos já que há muita coisa a ser escrita e diversas fotos a serem apreciadas.

Hoje nos encontramos em nosso ultimo trajeto na Carreteira Austral (Chile) o lugar é simplesmente fantástico!

Nos próximos dias seguiremos passando por Bariloche, Mendonza, Uruguai e finalmente Brasil, aos amigos niveiros que quiserem receber um amigo expedicionário de volta para casa fiquem a vontade para nos convidar, porem nossa previsão é de estar no estado de São Paulo no dia 20, sendo assim aos amigos que quiserem nos receber e saber de primeira mão um pouco da nossa jornada acabaremos passando no meio da semana.

Pois bem, assim que recebermos as intenções veremos o nosso roteiro para sabermos da possibilidade de podermos realizar uma visitinha.


Abraço a todos...

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Dias 06 e 07, El Calafate

Em El Calafate tivemos a oportunidade de descansar, passear e vivenciar momentos incríveis.

A Hostería em que ficamos - Hostería Rukahué -  era barata (R$ 120,00 em El Calafate) hospitaleira, confortável e tem uma Sra. que nos recebeu de madrugada, com um sorriso verdadeiro e com a preocupação de uma mãe pelo dia cheio e cansativo que havíamos tido, e foi desta maneira que ela não só nos recebeu, mas cuidou de nós por estes dois dias (vocês não sabem o quanto isto é grande estando longe de sua família e longe de seu país).

Adriana você é uma das pessoas inesquecíveis que conhecemos nesta viagem!

Passamos o primeiro dia conhecendo a cidade e no segundo dia fizemos um passeio onde pudemos conhecer as geleiras e a Estância Cristina, histórica na região, podendo conhecer um pouco da história local, do país e do mundo, pois o local onde hoje é o Glacial já foi oceano, deixando marcas nas pedras, onde é possível encontrar fácilmente fósseis de animais marinhos pré históricos.

      
Conhecemos o Glacial Upsala que se encontra dentro da estância escondido em meio a Cordilheira dos Andes, para conhece-la fizemos um passeio de barco por onde passamos por imensos icebergs e um passeio 4x4 concedido pela estância. O glacial era impressionante, uma experiência incrível.



   
O outro glacial que conhecemos é o mais famoso e acessível do local, o Glacial Perito Moreno, também uma experiência incrível.

     
Estes dois glaciais fazem parte de uma calota de cerca de 12.000km² de extensão. Imagine a emoção de estar a diante de um pedacinho disto tudo.


quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Oficialmente Noivos!! :)

Passamos o dia em Torres del Paine, o parque como já havia dito é lindo, mas digo mais é encantador. Os lagos de degelo com suas cores e tonalidades particulares e as Torres que são vistas de quase todo o percurso, juntas à um grupo de outros cerros, visualizadas a cada momento de um angulo, é fantástico!!!

      
O lugar é mágico e tivemos um dia incrivelmente agradável, daqueles que ficam na memória.

A diversão extra foi desatolar uma caminhonete Toyota 4x4, 4 portas. A caminhonete estava com as duas rodas dianteiras enterradas em um buraco de lama. Primeiro o Chris tentou tirar a Toyota com o Vermelhinho, mas a Toyota não adquiria tração para ajudar na saída do buraco e próximo ao local não encontramos nada que pudesse ajudar como pedras e madeira. Logo na segunda tentativa o Nô que não estava no local chegou, então já colocamos a outra cinta para com os dois carros tentar tirar a Toyota. Mesmo com os dois (Niva e Jimmy) juntos a caminhonete ainda apresentou dificuldade em desatolar, mas com sincronia no acelerador desatolamos a Toyota. O Chris e o Nô se divertiram!!!

video


 

Passeio concluído, seguimos para Cerro Castillo para ultrapassar a fronteira e seguir para El Calafate. Em Cerro Castillo uma breve pausa para comer as frutas que estavam no carro já que é proibido no Chile e Argentina ingressar ao país com alimentos frescos. Foi ótimo comemos maçãs deliciosas que tínhamos e colocamos música brasileira para descontrair e lembrar o belo dia que tivemos.

  
Mas o dia ainda teria um bom motivo para ser lembrado para sempre, num pedaço de planeta que não era Chile, Argentina e muito menos Brasil, num lugar entre fronteiras e fuso horários distintos, ao som de Gilberto Gil pudemos presenciar um pôr do sol incrível, divino... E o Chris se inspirou e me pediu oficialmente em casamento. Foi emocionante... xÜx

  














Ainda depois atravessamos o nosso primeiro trecho da ruta 40 visualizando até o fim aquele Pôr do sol incrível e o cair da noite num lugar totalmente desolado.


Foi um dia inesquecível!!!!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Torres Del Paine

Saímos de Punta Arenas sentido Puerto Natales. Em Puerto Natales não ficamos por muito tempo, mas deu para sentir uma vibração muito forte, a cidade é pequenina a beira de uma bela bahia rodeada de montanhas da cordilheira. Fizemos uma pequena compra para o jantar e almoço do dia seguinte, partindo para o Parque Nacional Torres Del Paine.



Antes mesmo de adentrarmos ao parque a paisagem já era deslumbrante, imensos lagos de desgelo de variadas colorações e um vento patagônico capaz de levar uma pessoa distraída. No caminho havia a Cueva del Milodón onde fizemos uma pequena pausa. O Milodón é uma espécie de bicho preguiça gigante que existiu na região.

      

Na chegada ao parque já vimos onde iríamos acampar, depois seguimos para conhecer o Lago Grey, único ponto onde avistaríamos nossa primeira geleira. 

O camping era super organizado, sendo possível cozinhar, banhar e dormir numa boa!!!

  

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Punta Arenas - Fuerte Bulnes

Punta Arenas é uma daquelas cidades que encontramos no Chile e na Argentina que são de certa forma, grandes e organizadas, rodeadas de pequenas vilas e de deserto, a cidade é boa para compras graças a sua zona franca, mas para nós compras não interessavam, passamos o dia na cidade pela troca de óleo no carro do Nô que fora agendada para após a siesta. E para aproveitarmos o dia visitamos o Fuerte Bulnes.

      

O Fuerte Bulnes foi fundado em 1843, a mando do presidente da época para demarcar este trecho do Estreito de Magalhães como território Chileno. Alias a demarcação de territórios entre Argentina e Chile foi acirrada, existindo até hoje ressentimentos.

      




segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Partindo de Ushuaia

Caímos na estrada logo cedo já que alem do grande percurso a seguir ainda cruzaríamos a fronteira Argentina x Chile, pegaríamos uma balsa no Estreito de Magalhães e ainda tínhamos que chagar no único posto que existia em Cerro Sombrero, já que o frentista era praticante da siesta.

Somente em Rio Grande o grupo nos alcançou, já que partimos na frente e sozinhos. Falando sobre isto antes que perguntem, decidimos dividir o grupo em dois, a turma do Rally que são Ricardo, Claudio e Valter e o grupo dos 80tinha sendo nós e o Nô.

  














Deserta forma foi uma decisão sadia já que o Vermelhinho não estava desempenhando a velocidade de esperávamos, assim não atrasaríamos o grupo que queria vencer o percurso em alta velocidade com a galera do 80tinha, sem pressa para chegar e curtindo a paisagem, mas esta separação já havia ocorrido alguns dias atrás.

Chegamos a Punta Arenas e encontramos uma boa cabana para ficar, onde poderíamos dividir as despesas com o Nô alem de podermos preparar um bom jantar.

  














Desempenho do Vermelhinho: posso dizer que o russinho não passa dos 80km/h, mas os motivos ao longo dos vários quilômetros percorridos e que nos fazem pensar, cheguei a vários, será sua aerodinâmica aliada aos fortes ventos patagônicos? será o carburador que não esta funcionando corretamente? ou o pedal do acelerador que após a troca, posso dizer que o original é muito melhor já que o atual quando você acha que esta pisando na casquinha e acelera um pouco mais, descobre que já estava pisando fundo? ou os alargadores de paralama que são de borracha? ou o snork? mas uma coisa é certa após a alteração do motor de 1.6 para 1.7 da para perceber que o carro ficou mais forte, porem perdeu a pegada que tinha em atingir altas velocidades facilmente já que o russinho voava e agora é um sofrimento para atingir 100km/h. Mas acredito que sejam os fortes ventos patagônicos pois no Brasil estava atingindo mais facilmente altas velocidades (mas não como antes da alteração do motor).

domingo, 2 de janeiro de 2011

Parque Nacional Tierra Del Fuego

Dormimos um pouco mais e saímos para um dia no parque.
No Parque há muitas opções de entradas que levam a pontos diversos do parque, nossa primeira opção foi conhecer o Fim do Mundo!!! é aqui que acaba a ultima rota terrestre do continente, a Ruta 3 e com mais 20 minutos de caminhada chegamos em um ponto além do fim do mundo.

  
O logotipo de Ushuaia é "Fim do mundo, começo de tudo!"
Sinceramente se o fim do mundo é lindo deste jeito, que venho o começo, pois será inda melhor. Esta frase neste lugar realmente enche o coração de coisas boas e esperança.

  
  














Os argentinos aproveitaram o Réveillon para acampar, o parque estava cheio, haviam também muitos estrangeiros que chegaram de muitas formas carro, cruzeiros, avião, ônibus, bicicleta, carona... loucos com todo o tipo de mania, todos realizando os seus sonhos!!!

Após conhecermos outras belas paisagens do parque saímos a procura do que fecharia com chave de ouro nossa passagem por Ushuaia "o carimbo do fim do mundo nos passaportes". Sem duvida o local, a pessoa o momento tornou mágico nosso passeio e nossa estada em Ushuaia, foi fantástico sendo difícil descrever o quanto nos sentimos realizados!!!